Jovem ferido no Morro da Matriz tentou pegar arma de PM

Foto: Reprodução TV
Foto: Reprodução TV
Foto: Reprodução TV

O tiro que atingiu de raspão o jovem Maykon Ádrio do Nascimento Renz, hospital de 24 anos, durante manifestação de moradores do Morro da Matriz, no Engenho Novo, na zona norte, na noite de segunda-feira (6), foi acidental. As informações foram confirmadas pela assessoria de imprensa das Unidades de Polícia Pacificadora (UPP).

Segundo nota divulgada nesta terça-feira (7), por volta 18h desta segunda-feira (6), moradores da comunidade, fecharam a Avenida Marechal Rondon como forma de manifestar pela falta de água e energia elétrica na comunidade. Policiais da UPP São João chegaram ao local e chamaram o Corpo de Bombeiros para apagar o fogo que os manifestantes colocaram em pneus e lixos espalhados na pista. Com a chegada dos bombeiros, o fogo foi apagado e a via liberada.

Ainda segundo o comunicado, três horas depois “os moradores se reuniram novamente e tentaram fechar a Rua Barão do Bom Retiro, que com a chegada dos policiais da UPP São João se dispersaram. O grupo de manifestantes reuniu-se novamente na esquina das ruas José Salomão com Conselheiro Jobim. No local, Maykon Ádrio do Nascimento Renz tentou pegar a arma de um policial, quando houve um único disparo efetuado de forma acidental. O tiro atingiu Maycon no peito e outro agente que tentava segurá-lo, ambos de raspão.

O rapaz foi encaminhado ao Hospital Vital e posteriormente ao Hospital Municipal Salgado Filho. O militar foi levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM). Ambos passam bem e não correm risco de morrer. O caso foi registrado na 25ª DP (Engenho Novo) e o policial foi autuado por lesão corporal culposa. O comando da UPP São João também abriu uma averiguação sumária para apurar o caso.

 

 

Documento sem título

DEIXE UMA RESPOSTA

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.