Pequeno comércio ganha aplicativo de entrega sem cobrança de taxa

Setor duramente afetado pela pandemia do novo coronavírus, o pequeno comércio de bairro vem buscando meios de sobreviver ao colapso econômico. Sem contar com grandes estruturas ou de recursos para estabelecer meios alternativo de manter o negócio ativo, muitos vem se mantendo de portas abertas com muita dificuldade. Foi pensando nesse público, que a startup Picap criou o serviço de entregas Pibox. Sem cobrar qualquer taxa, a plataforma garante, junto ao seu portfólio de mais de 20 mil motociclistas cadastrados em todo Brasil, a entrega dos produtos solicitados pelos usuários. O objetivo é estimular o comércio local num momento de crise aguda.

Por sua vez, o motociclista fica com 100% do valor da corrida. O sistema ainda permite que o usuário faça uma espécie de leilão, na busca pelo melhor preço. O serviço já opera em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Goiânia, Recife, Campo Grande, Manaus, Belém, Fortaleza, Teresina, São Luís e Campinas

– Estávamos estruturando o serviço quando começaram as medidas de isolamento social. Tivemos de acelerar o processo para dar conta da demanda, tendo um foco centrado no pequeno comerciante, que muitas vezes não tem serviço de entrega e nem capital para investir nessa atividade- disse o CEO da Picap, Diogo Travassos.

A Picap nasceu na Colômbia e se estruturou como alternativa ao conturbado trânsito das grandes cidades, oferecendo transporte de motos a passageiros. O app oferece corridas mais rápidas e baratas aos seus usuários.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here