Sociedade de Pediatria no Rio mostra preocupação com atendimento

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) divulgou hoje (27) uma nota à imprensa em que mostra preocupação em relação à assistência oferecida a crianças e a adolescentes no país. A nota foi motivada pela morte da bebê Emiliy Vitória, de três meses, ocorrida há dois dias no Rio de Janeiro.

Segundo a SBP, a bebê chegou com um quadro de bronquiolite no Hospital Municipal Salgado Filho, no Rio, e foi internada em um quarto que tinha paredes mofadas. Para a Sociedade, a instalação precária pode ter piorado seu quadro de saúde. Houve uma demora na transferência da criança, que só foi obtida com autorização judicial, e a bebê morreu.

Na nota, a SBP pede providências de todos os gestores públicos do Sistema Único de Saúde (SUS) para acabar com o que ela chamou de “sucateamento da rede pública”. Para a Sociedade, esse sucateamento tem dificultado o acesso ao atendimento e impedido o exercício pleno da medicina pelos profissionais.

“O Brasil precisa urgentemente de mais investimentos e de melhor gestão nos serviços do SUS para que tragédias evitáveis, como essa, não voltem a se repetir. Vidas estão sendo perdidas em consequência de medidas equivocadas dos diferentes níveis de Governo, que têm pecado pela omissão”, diz a nota.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here