Três desafios que todo escritório de advocacia enfrenta na gestão de colaboradores

foto: Pixabay
foto: Pixabay

A maioria dos escritórios se estrutura como um time de advogados associados. Nesse modelo específico de contratação, os profissionais não são empregados nem sócios, mas têm direito à participação nos resultados, além da remuneração.

Por um lado esse modelo garante economia aos profissionais. Por outro, a gestão de colaboradores é um dos maiores desafios na gestão de escritório de advocacia.

Oferecer autonomia e ao mesmo tempo manter um time engajado, satisfeito e trabalhando em alta performance é um desafio. Por esse motivo, investir em boas práticas de gestão de pessoas é essencial para todo escritório de advocacia.

A boa notícia é que usando as ferramentas certas, como um software para advogados, fica mais simples construir um time unido e produtivo por um longo prazo.

Por que investir em gestão de colaboradores?

Como a maioria dos advogados já sabe, o fator pessoalidade conta bastante na profissão. Em outras palavras, antes do cliente contratar o escritório, primeiramente ele contrata o advogado.

A rotatividade de profissionais é um problema para qualquer empresa. Porém, na advocacia, se torna ainda mais grave, uma vez que um profissional quando deixa o escritório acaba levando junto os seus clientes.

Investir na gestão de colaboradores não é apenas uma forma de melhorar o clima organizacional. É também uma maneira de evitar prejuízos para o próprio escritório.

A gestão de escritório de advocacia possui uma série de desafios. Mais do que saber quais são, o ideal é ter ferramentas e boas práticas para manter um time de unido e de alta performance.

1. Retenção de talentos

O próprio modelo de contratação dos escritórios pode favorecer a rotatividade de advogados. Por isso, além de um bom contrato, deve contar com estratégias para a retenção de talentos.

O primeiro passo é ter um bom processo seletivo. Afinal, um bom advogado não é aquele que tem um bom currículo, mas sim que promove resultados e impactos positivos para a banca.

O segundo passo é ter um plano de carreira estruturado com critérios sólidos. Mais do que salário e a participação nos resultados, é preciso estabelecer um sistema claro para a bonificação. Um pacote de benefícios também pode ser um diferencial.

Por fim, oferecer feedback, implementar um plano de metas e envolver os advogados nas decisões do escritório é uma excelente maneira de garantir que eles não queiram trocar sua vaga por outra oportunidade.

2. Delegação de tarefas

Para a maioria, a gestão de escritório de advocacia segue o modelo vertical. As decisões e demandas partem dos sócios e os demais advogados dependem deles para realizar suas atividades.

Esse modelo, no entanto, costuma ser pouco eficiente e com o aumento da concorrência no mercado, todo escritório precisa atuar com uma alta produtividade.

Em um modelo horizontal, todos os advogados participam da gestão de atividades e possuem mais autonomia. Para que funcione, no entanto, é preciso de uma boa comunicação interna e uma boa estrutura para que as tarefas sejam delegadas de forma inteligente.

O melhor software jurídico oferece um sistema que facilita o compartilhamento de dados e informações entre a equipe, o que favorece a delegação de atividades. Além disso, conta com a possibilidade de o advogado delegar uma determinada atividade diretamente a outro, através da notificação pelo sistema. Isso, sem dúvida, facilita o trabalho em grupo e o engajamento do time.

3. Desenvolvimento de líderes

Agir com autonomia não é uma dificuldade para a maioria dos advogados. Porém, nem todos sabem como trabalhar em equipe. Para conseguir que flua de forma positiva e com uma boa produtividade, a figura do líder dentro do time é essencial.

Na advocacia, o desenvolvimento de líderes se tornou algo extremamente necessário. Por isso, é recomendável investir em treinamentos específicos visando a formação deles dentro da companhia.

Todo escritório conta com desafios na gestão de colaboradores. E, sem dúvida, ter um time engajado e produtivo é uma conquista. Para chegar lá, a combinação de boas práticas e ferramentas costuma trazer impactos positivos e mudar o dia a dia da banca.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here